you're reading...

Em Português

Prova física da invenção de energia a partir da gravidade

Arquiteto e cientistas holandeses provam o princípio do que começou anos atrás com a pergunta “É possível obter energia da gravidade?”

A invenção agora pode levar a um gerador de energia residencial sustentável.

(photo by Martin Wengelaar) (PRNewsFoto/Universe Architecture)

(photo by Martin Wengelaar) (PRNewsFoto/Universe Architecture)

Nos últimos 6 meses, o arquiteto Janjaap Ruijssenaars (da Universe Architecture, em Amsterdã) e cientistas da VIRO, em Hengelo (Holanda) estiveram trabalhando nas provas físicas. Conforme o esperado e com base em cálculos anteriores, a gravidade combinada com a instabilidade mecânica melhorou muito a eficiência da técnica que transforma pressão mecânica em eletricidade, a tão chamada piezoeletricidade. O grande aumento em eficiência abre as portas para um novo tipo de gerador de energia.

Em uma entrevista de vídeo com a Reuters, Ruijssenaars disse: “Tentei pensar em como seria possível ter a gravidade presente em um momento e não no momento seguinte. Porque com a mudança, é possível gerar eletricidade”. A transmissão pela Reuters em estações de TV internacionais chamou a atenção dos investidores em energia. O investidor anjo Jeroen van den Hamer já adquiriu 10% das ações da Gravity Energy, a empresa com sede em Amsterdã que licenciará a invenção patenteada. Disse ele: “A alta eficiência, em comparação aos métodos sustentáveis existentes como as turbinas de vento e os painéis solares chamou a nossa atenção. Isso pode mudar o jogo”.

A ideia: ao desequilibrar o peso, a energia gravitacional se torna disponível como entrada extra em um gerador de piezo. Uma leve brisa é suficiente para gerar eletricidade. A energia restante, que foi armazenada na mola de piezo, pode ser usada para trazer o peso de volta à sua posição de equilíbrio instável. Essa é a essência da ideia, com eficiência de energia ideal de 80% por ciclo.

Ruijssenaars, que está empolgado com a invenção agora comprovada e sua alta eficiência, recusa firmemente a noção de movimento perpétuo, pois a entrada de energia é sempre necessária. Devido ao fato de o princípio da invenção poder ser usado em pequena ou larga escala, Ruijssenaars também vê a possibilidade de melhorar sistemas de geração de energia existentes.

Veja o vídeo explicativo no site da Gravity Energy: http://www.gravityenergy.nl/#video

Fonte: PR Newswire

Newsletter

Banners



Outros Sites

Parceiros