you're reading...

Em Português

Ex-ministros do Meio Ambiente divulgam carta pedindo veto aos retrocessos do Código Florestal

Nove ex-ministros do Meio Ambiente entregaram ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) uma carta endereçada à presidente Dilma Rousseff com suas preocupações sobre o projeto de lei aprovado na Câmara dos Deputados, que altera o Código Florestal Brasileiro. O documento pede o veto integral de qualquer norma que sinalize a possibilidade de anistia e permita a impunidade em relação ao desmatamento.

Leia o documento na íntegra: II Carta Aberta do Ex-Ministros a Presidente

Também é pedido, por meio da carta, o veto de qualquer de qualquer norma que “descaracterize a definição de florestas, consagrada na legislação vigente; reduza direta ou indiretamente a proteção do capital natural associado às florestas; fragilize os serviços por estas prestados; dificulte, esvazie ou desestimule os mecanismos para sua restauração; ou, ainda, fragilize a governança socioambiental”.

A carta relembra o compromisso assumido pela presidente Dilma Rousseff, durante audiência com representantes do Fórum dos ex-ministros do Meio Ambiente do Brasil em maio de 2011, de “vetar qualquer alteração na legislação que represente aumento de desmatamento ou anistia daqueles que desmatam ilegalmente”.

Assinam a carta os ex-ministros do Meio Ambiente Carlos Minc (2008-2010), Marina Silva (2003-2008), José Carlos Carvalho (2002-2003), José Sarney Filho (1999-2002), Gustavo Krause (1995-1999), Henrique Brandão Cavalcanti (1994-1995), Rubens Ricupero (1993-1994), Fernando Coutinho Jorge (1992-1993), José Goldemberg (1992) e Paulo Nogueira Neto (1973-1985).

Cerca de 2 milhões de pessoas também se manifestaram pedindo o veto do texto aprovado, por meio da campanha “Veta Dilma”, divulgada nas redes sociais.

Fonte: Amazônia.org

Comentários

Nenhum comentários.

Comentar

Newsletter

Banners



Outros Sites

Parceiros